quarta-feira, 10 de setembro de 2008

Direita perdida

O PP está a dar as últimas, pois é. Mas o PSD está um completo caos! Luís Filipe Vieira volta à carga e enterra o próprio partido com críticas duras à sua líder. Bem bastavam as críticas da oposição... As coisas já estavam más o suficiente! Não era preciso os de dentro começarem a alinhar na onda de ataques a Manuela Ferreira Leite!... What's the point?
Eu, que vaticino o futuro, digo que só um novo partido de direita salvará esta facção partidária. Não quero propriamente salvá-la, eu que até nem sou a maior fã da direita portuguesa. Apenas prezo a diversidade e a pluralidade ideológica nos meandros políticos como em qualquer outra circunstância.
Enquanto isso, o PS encosta-se cada vez mais à direita e a concorrência começa a ser "desleal". Tenho, mais do que nunca, curiosidade em ver como correrão as próximas eleições. É que, por pior que o nosso governo actual se porte, parece que consegue ser menos mau do que os outros e, por enquanto, é óbvio que vencerão. Ou será que o PSD nos vai surpreender com uma grande reviravolta no partido? Acho difícil... Agora, a novidade vão ser os partidos mais pequenos. Algo me diz que PCP e Bloco vão conquistar mais eleitores do que o habitual...

Um comentário:

jeremias o fora da lei disse...

"Apenas prezo a diversidade e a pluralidade ideológica nos meandros políticos como em qualquer outra circunstância."

Em minha opinião o PPD.PDS traz um circo eleitoral e uns congressos engraçados em que todos se atacam, de resto em termos do que querem para o país... São iguais ao PS, mais do mesmo, a banca e a seguradores enriquecem, ataques aos direitos dos contribuintes e os ricos cada vez mais ricos... Basicamente iguais!