segunda-feira, 26 de maio de 2008

Pessoas irritantes

Perguntaram-me que tipo de coisas me irritam. Divaguei sobre o assunto. Tenho um rol enorme de itens na lista de irritações. Não sei se sou minunciosa... Mas no topo da lista de características de pessoas que me irritam estão:

- Pessoas co-dependentes, sem inteligência nem autonomia suficientes para conseguirem dar um passo sem pedirem a alguém que dê o passo por elas ou que as acompanhe;
- Pessoas que têm tendência a achar que são as mais infelizes, que não conseguem encontrar os pontos positivos da vida e, por conseguinte, não vivem a vida;
- Pessoas que, antes de pensarem na perspectiva dos outros, começam a discutir;
- Pessoas que não sabem discutir num tom de voz aceitável;
- Pessoas que não coinseguem encadear um raciocínio;
- Pessoas que contam tudo das suas vidas até ao mais ínfimo pormenor;
- Pessoas com nariz empinado, que acham que sabem tudo, mesmo que mandem as maiores bacoradas;
- Pessoas intolerantes;
- Pessoas com mania que são engraçadas;
- Pessoas sem ambição;
- Pessoas demasiado ambiciosas;
- Os "pintas";
- Pessoas mimadas e infantis;
- Pessoas histéricas;
- As "tias" e os "tios";
- Pessoas ignorantes sem ambição de saber mais;
- Pessoas que dizem aquilo que não pensam e que pensam aquilo que não dizem;
- Pessoas com mentes fechadas;
- Pessoas que se interessam apenas por coisas chatas e/ou fúteis;
- Pessoas que não conseguem estar caladas;
- Pessoas que não conseguem admitir um erro;
- Pessoas que se irritam com qualquer coisinha.

Provavelmente, insiro-me nalgumas destas categorias, eu própria... Mas olhando para esta lista, começo a achar que eu sou o último parâmetro...

3 comentários:

salvo seja disse...

tu irritas-te com muitas:

- Pessoas

Enes disse...

"Pessoas que não conseguem estar caladas" - mea culpa

Marisa disse...

Na verdade, acho que isso de nos irritarmos com algo/alguém também depende muito do nosso estado de espírito. E às vezes acabamos por nos tornarmos no que nos irritava antes, e irritamo-nos com o que nos tornamos a seguir. A vida é inconstante, como nós. Nenhum dia é igual ao que foi ontem. E nós também não.
Por isso... podes fazer a lista, mas terás sempre itens a acrescentar e/ou a eliminar.

Beijo (de alguém que anda naquela fase irritante em que nada lhe corre bem e não consegue encontrar pontos positivos na vida - eu irrito-me a mim mesma...)